sábado, 25 de abril de 2015

SOBRE POMBAS


Muitas voltas dá a pomba
                        até pousar
                      no galho
                        acima do telhado.

                Receia o pássaro
                 os lugares abaixo:
        prefere a visão alongada
        da paisagem.

Fica a pomba à espera
de ser descoberta: novidades
chegam antes do entendimento.

(Pedro Du Bois, inédito)

quinta-feira, 23 de abril de 2015

QUAL O CUSTO DO 5º DEDO?


Públio José – jornalista
(publiojose@gmail.com)

                                   Muito se tem falado atualmente a respeito de custo. É custo a respeito de tudo. Tudo tem seu custo. É custo pra lá, é custo pra cá, numa neurose que não acaba mais. Tinha um custo, muito famoso por sinal, que até saiu de cena: o Custo Brasil. Falava-se nele a todo momento. Os entendidos nesses mistérios, entre os quais economistas, parlamentares, sociólogos, jornalistas, entre outros, enchiam páginas e mais páginas de jornal e revistas debulhando para nós o tão decantado custo. Agora, ao que parece, está meio fora de moda (Ou voltará à ribalta em função do estouro da inflação?) Pois é, tudo tem um custo. Olhando essas coisas todas e de tanto ver a mão de Lula sem o quinto dedo, comecei a imaginar o custo para o Brasil do dedo que falta na mão do nosso ex-presidente.  Sabe-se que o ex-metalúrgico perdeu o seu dedo numa prensa – uma máquina industrial. Imagine a dor. Imagine que pensamentos afloraram a sua mente naquele instante.
                        Certamente que o operário foi prontamente atendido e levado até a um hospital. No leito hospitalar, ou quem sabe na própria residência, depois das visitas, depois que o silêncio se fez, quais pensamentos acorreram àquele – até então – insignificante operário? Poucos têm parado para pensar a respeito desse momento. Mas é importante se indagar. O que aconteceu ali, Lula sozinho, com a sua dor, um sentimento de impotência enorme a lhe invadir o peito? Ódio, mágoa, rancor, desilusão, decepção, frustração? Ou uma nova tomada de posição, uma nova postura frente ao momento doloroso que estava vivendo? A intensidade da dor era maior na carne ou na alma? Como encarar a vida de metalúrgico sem um dedo? Ficaria desempregado? Como aceitar e administrar essa nova realidade? Pensamentos, mil pensamentos. Diz o ditado popular “que o gato, de tanto ser perseguido pelo cachorro, e se vendo sem saída, termina atacando seu agressor”.
                        Daí será que dá para concluir que Lula – na qualidade de “operário espoliado e explorado pelas elites” – decidiu então atacar? A verdade é que a sua vida não foi mais a mesma. Aquele dedo faltoso, com certeza, começou a incomodar. Suponho até que gerando em sua mente novos planos. Postura inteiramente nova. Será? Mas voltemos a falar a respeito do assunto principal desse papo. O que tem a ver o tal dedo que Lula não tem com essa conversa sobre custo. Com uma grande aceitação popular e um impactante reconhecimento internacional, com as pesquisas sobre sua popularidade, à época, lhe alçando a mais de 83% de aceitação, poucas, acredito mesmo que pouquíssimas pessoas no Brasil estariam preocupadas, àquele tempo, a respeito de quanto isso tudo nos custaria. Um ex-operário assumiu a presidência da república e quanto teremos de pagar por isso? A imprensa estrangeira – principalmente a europeia – se babava de orgulho.
                        Os líderes políticos – principalmente os de esquerda – se rejubilavam diante de uma nova experiência socialista na América Latina. Avante, companheiro! Mas não é no quintal deles que a subida da cotação do dólar está trazendo sufoco, nem é no bolso deles que está doendo os novos preços da gasolina e dos alimentos. Não é em suas searas que a subida de um ex-metalúrgico ao poder, e a eleição da afilhada Dilma, ocasionou uma tremenda elevação nos índices de corrupção e a perspectiva futura de um tempo de crescimento praticamente zero do Produto Interno Bruto. Ah, um ex-operário no poder! E sem um dedo... Claro que isso teria um custo! Romantismos à parte, é certo que todos estamos pagando por essa experiência ter redundado, à época, em sucesso. Sucesso aparente, ressalte-se. A realidade é que, hoje, estamos chorando esperanças perdidas, desilusão coletiva e um alto preço pelo investimento político feito em Lula.
                                   Mas, atenção. Não estou aqui entrando no mérito da questão, se foi certa ou não, boa ou não, a eleição dele. Mas me deixa interessado saber que influência na vida de Lula teve aquele momento da perda do quinto dedo – e como essa circunstância poderá afetar, para o bem ou para o mal, o destino de milhões de brasileiros. Será que foi naquele momento que ele decidiu perseguir com unhas e dentes a presidência da república? Se foi, já pensou o que pode causar a perda de um dedo? Divagações de lado, o fato é que o Brasil entrou numa aposta muito alta. De Lula veio Dilma. Até aqui desastre, desacerto. Será que o custo de ter feito Lula uma grande liderança redundou em enorme fracasso? Será que tudo não passou de um grande erro? E o dedo perdido que papel tem nisso tudo? Será que um dedo é tão impactante assim? E porque tantas perguntas em função de um dedo? Será que o dedo de Lula merece tanto espaço? Ou não...      

“Frozen: Uma aventura congelante” volta ao palco do TAM




O espetáculo “Frozen: Uma aventura congelante” será apresentado mais uma vez, a pedidos do público, neste domingo no Teatro Alberto Maranhão, às 16h. Os ingressos estão à venda na bilheteria do teatro.

    A montagem da Idearte Produções e Agile Entretenimento, tem direção geral de Marcelo Ximenes, e reúne interpretações musicais valorizando a magia e a descontração, tão presentes em Frozen, e promete encantar crianças de todas as idades. Além de encantamento, o espetáculo, trará a tão famosa trilha Sonora do filme, “Livre estou” (musica ganhadora do Oscar), “Vejo uma porta abrir” “você quer brincar na neve” e muito mais, estão presentes nessa aventura congelante.

Lissa Solano 

Semana Internacional da Dança


A Semana Internacional da Dança será comemorada em alto estilo pela Prefeitura do Natal, por intermédio da Secretaria Municipal de Cultura (Secult) e Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte). O Núcleo de Dança da Secult elaborou vasta programação a partir da próxima terça-feira (28) indo até a quinta-feira, dia 30 de abril.

O projeto prevê intervenções urbanas, apresentações na “Arena da Dança”, no pátio da Funcarte (avenida Câmara Cascudo, Ribeira) palestras, seminários e debates sobre o setor além da apresentação de mais de 30 grupos no encerramento do projeto.

A programação elaborada pelo professor Dimas Carlos, Chefe do Núcleo de Dança da Secretaria Municipal de Cultura, começa na terça-feira, dia 28, às 08h30, com um curso de Dança Clássica com a bailarina Josicarla. A partir das 10h acontece à mesa redonda “Dança, Educação e Sociedade” e às 19h tem apresentações de escolas de dança de salão e uma homenagem a estes grupos com apresentação musical do Choro Bom.

Na quarta-feira, dia 29, tem intervenção urbana com alunos da Escola Municipal de Ballet Professor Roosevelt Pimenta em praças e calçadões da Cidade Alta e Petrópolis.

Foto: Divulgação Secult

terça-feira, 21 de abril de 2015

Adamastor Pitaco apresenta “O lindão” no TAM


Conhecido pelo bordão “Um lado que puxou ao pai e um lado que puxou a mãe”, ao fazer referência ao seu cabelo, o humorista Adamastor Pitaco apresenta “O lindão” em Natal, um sucesso de crítica e de público com grande lotação por onde passa. O show terá duas sessões no Teatro Alberto Maranhão, uma no dia 25, às21h e no dia 26, às 20h.

O show de humor de Adamastor Pitaco envolve a plateia, o que faz com que nenhuma pessoa deixe de sorrir das piadas e imitações hilárias. Adamastor também canta uma variedade de melôs, acompanhado sempre de seu violão. Ao final de suas apresentações, o artista deixa uma bonita mensagem de amor, otimismo e fé. É um espetáculo para deixar de lado toda e qualquer carga negativa.

Os ingressos estão à venda na bilheteria do Teatro Alberto Maranhão. O valor da entrada é R$ 60,00 (inteira) e R$ 30,00 (meia).

MAIS SOBRE ADAMASTOR PITACO

Adaildo Alves Neres nasceu humorista, desde criança já fazia sua platéia de 12 irmãos sorrir. O personagem Adamastor Pitaco foi criado para um programa de televisão local em Fortaleza.  A apresentação chamou atenção de produtores que o convidaram para participar do Programa “A Praça é Nossa”, na época da SBT.  Ele seguiu as apresentações em diversos programas como o Programa Livre, Domingo Legal, Programa do Ratinho, Silvio Santos entre outros. Em abril de 1998, foi convidado por Marlene Matos (então Produtora de Xuxa) para fazer a participação no quadro Risadinha do Dia no Planeta Xuxa da Rede Globo, onde ficou por durante um ano e nove meses.

Desde então, Adamastor Pitaco, seguiu sua carreira em apresentações marcantes como no Rodízio de piadas do Domingão do Faustão. Conhecido em todo o Brasil, com um grande repertório de piadas, abrangendo vários temas. Agora faz o lançamento do seu 14º CD, denominado de “A piada da hora”, comemorando 22 anos de carreira.

VÍDEO: https://www.youtube.com/watch?v=tEP0-egIXjU

Estação de Teatro apresenta espetáculo infantil no Parque das Dunas


Grupo fará a estreia do projeto Bosque Encena apresentando espetáculo que envolve contação de histórias e a cultura popular com música de rabeca

O Grupo Estação de Teatro apresentará o espetáculo infantil Um Sonho de Rabeca no Reino da Bicharada, na estreia do projeto Bosque Encena, próximo domingo 26 de abril, às 10h, no Parque das Dunas. O acesso ao parque custa apenas R$1,00. "Um Sonho de Rabeca no Reino da Bicharada" é o novo espetáculo do grupo, com texto e direção de Caio Padilha. É um projeto músico-teatral itinerante para escolas e instituições culturais.

O projeto Bosque Encena tem o intuito de promover espetáculos de teatro, circo e música gratuitos direcionados às crianças de todas as idades, proporcionando a valorização dos artistas e a formação de plateia, com mensagens da história potiguar, cultura popular, educação ambiental e ética. A produção é da Sá de Paula Produções Criativas.

SINOPSE
Teaser: Um Sonho de Rabeca no Reino da Bicharada

O espetáculo infantil “Um Sonho de Rabeca no Reino da Bicharada” envolve em um só momento lúdico, a contação de histórias e a cultura popular centrada nos temas da fauna nordestina e da música de rabeca. A sessão de contos acontece numa atmosfera intimista e preza também pelo envolvimento com a plateia que é convidada a participação interativa. O espetáculo é dirigido pelo músico Caio Padilha, que também integra o elenco ao lado do percussionista Sami Tarik e da atriz/musicista Ananda Krishna.

HISTÓRICO DO ESPETÁCULO
Com recente estreia em 2014, o espetáculo já foi apresentado na XI Mostra Sesc Curumim de Teatro Infantil, em Campina Grande/PB; no Programa de atividades infantis do Centro Cultural Banco do Nordeste, em Sousa/PB; na Mostra Sesc de Arte e Cultura 2014, em Natal/RN; e na Mostra Marco Camarotti de Teatro para Infância e Juventude 2015.

SOBRE O GRUPO
O Grupo Estação de Teatro surgiu em 2009, na cidade de Natal/RN, formado pelos atores Rogério Ferraz, Nara Kelly, Caio Padilha e Manu Azevedo. Comprometidos com a qualidade artística e o respeito ao público, iniciaram uma pesquisa em contação de histórias, que resultou em dois espetáculos infantis, intitulados "Em Cada Canto Um Conto" e "Estação dos Contos". Em 2013, o grupo monta o espetáculo "Guerra, Formigas e Palhaços", dessa vez voltado para o público adulto. Estão também no repertório o infantil "Sonho de Rabeca no Reino da Bicharada" e o espetáculo para rua "Quintal de Luís", este viabilizado pelo Edital Natal em Cena 2014. Atualmente o grupo se completa com três novos integrantes: a produtora Tatiane Fernandes, a jornalista e atriz Joanisa Prates, e o arquiteto e ator Davidson Lacerda. Em 2015, o grupo vai circular por 17 estados brasileiros, percorrendo 34 cidades do Brasil, através do Palco Giratório/Sesc, maior projeto de difusão e circulação das artes cênicas no país.

FICHA TÉCNICA
Direção: Caio Padilha
Assistente de direção: Nara Kelly
Elenco: Ananda Krishna, Caio Padilha e Sami Tarik
Dramaturgia: Caio Padilha, a partir de histórias e músicas populares
Direção musical e arranjos: Caio Padilha
Cenografia e figurinos: Kátia Dantas
Arte do cenário: Reprodução de J. Borges por Rafaella Brito e Raquel Cardoso
Iluminação: Manu Azevedo
Produção: Tatiane Fernandes
Comunicação: Joanisa Prates

Serviço
Espetáculo infantil "Um Sonho de Rabeca no Reino da Bicharada"
Projeto Bosque Encena
Domingo, 26 de abril, às 10h, no Parque das Dunas - Natal/RN
Informações: Sá de Paula Produções Criativas (84) 3346-2331
Acesso ao Parque: R$1,00

MÍDIAS SOCIAS
facebook.com/grupoestacaodeteatro
instagram.com/grupoestacaodeteatro
youtube.com/grupoestacaodeteatro

Joanisa Prates

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Extremoz: Projeto “Cinema na Praça” chegou à comunidade do Barro Vermelho, no Distrito de Capim




Nesta quinta-feira, 16, às 18h30, o Projeto “Cinema na Praça” chegou à comunidade do Barro Vermelho, no Distrito de Capim, onde reuniu um bom público, formado por jovens, crianças e adultos que assistiram ao filme "Rio 2”.

A Prefeitura de Extremoz, por meio da Secretaria de Assistência Social, e em parceria com a comissão Pró-Selo UNICEF continua com a caravana do projeto ‘Cinema na Praça’, levando cultura e entretenimento a céu aberto gratuitamente.

Durante a sessão houve distribuição de pipocas e sucos. O projeto continua todas as quintas e pretende alcançar todos os recantos do município de Extremoz.

Fotos: Novinho

RN disputa implantação de centro de vôos internacionais e nacionais no Nordeste


Esta semana o mercado de aéreas do Nordeste brasileiro foi surpreendido com a notícia de que o Grupo Latam Airlines, formado pelas companhias LAN e TAM implantará um centro de voos internacionais e nacionais – conhecido como hub – na região Nordeste. E apenas três cidades estão na disputa: Natal, Fortaleza e Recife. A capital vencedora será beneficiada com voos diretos para países da América do Sul e Europa.

Diante dessa notícia, o governador Robinson Faria já entrou em contato com a presidente e o vice-presidente comercial da TAM Airlines, Cláudia Sender e Basílio Dias, respectivamente, para agendar reunião. A intenção é apresentar as vantagens tanto técnicas do novo Aeroporto Internacional Aluízio Alves, quanto os benefícios da geografia privilegiada da capital potiguar, localizada na esquina do Continente e mais próxima da Europa.

“Estamos confiantes de que Natal tem total capacidade para sediar esse hub. Os critérios de localização geográfica, infraestrutura aeroportuária, potencial de desenvolvimento e competitividade de custos se encaixam perfeitamente no que temos a oferecer”, frisa o titular da pasta estadual de Turismo, Ruy Gaspar. “Fundamentalmente temos o melhor aeroporto, localizado em área de franca expansão, e a melhor localização geográfica”, ressalta.

Ele e o governador estiveram no escritório da TAM em são Paulo, no mês de fevereiro, para oferecer a redução do ICMS no querosene de aviação. “O Rio Grande do Norte não só é o Estado com maior capacidade de desenvolvimento, como também o de turismo mais ascendente e um aeroporto com capacidade de expansão até 70 milhões de passageiros, correspondente ao aeroporto de Madrid (Espanha)”, acrescenta o secretário.

Ruy Gaspar lembrou ainda que o Aeroporto Aluízio Alves é o único entre os três equipamentos aeroportuários em disputa com possibilidade de acrescentar mais uma pista de pouso e decolagem com a mesma dimensão da atual. “É importante lembrar que apenas com esse novo aeroporto Natal foi lembrado pelo Grupo Latam. Se mantivéssemos o antigo aeroporto Augusto Severo não haveria a menor chance”, conclui Ruy Gaspar.

A previsão de escolha da capital que sediará o novo hub é até o fim deste ano. Logo em seguida tem início a implementação do centro. A estimativa é que o início das operações ocorra em dezembro de 2016. As operações do novo hub serão realizadas com a frota que o Grupo Latam já tem contratada. Os destinos à América do Sul, Europa e Brasil serão definidos ao longo do processo de implementação.

QUADRO COMPARATIVO ENTRE AEROPORTOS DE NATAL, RECIFE E FORTALEZA

NATAL
- Área Patrimonial: 15.000.000 m²
- Pista pouso e decolagem: 3.000mx60m
- Pista de taxiamento: 3.000mx60m
- Pátio de aeronaves: 150.000,00m²
- Pontes de embarque: 8 (com capacidade de operar aeronaves classe F)
- Terminal de passageiros: 42.000,00m² (primeiro modulo)
- Total de passageiros anos atual: 6,2 milhões de passageiros ano (capacidade de expansão até 70 milhões de passageiros)

RECIFE
- Área Patrimonial: 4.229.140,00 m²
- Pista pouso e decolagem: 3.000mx45m
- Pátio de aeronaves: 110.000m² (sem capacidade de expansão)
- Pontes de embarque: 11
- Terminal de passageiros: 52.000,00m² (sem capacidade de expandir)
- Total de passageiros anos atual: 5 milhões de passageiros ano.

FORTALEZA
- Patrimonial: 5.000.000 m²
- Pista pouso e decolagem: 3.000mx60m
- Pátio de aeronaves: 134.000,00m²
- Pontes de embarque: 7
- Terminal de passageiros: 35.000,00m² (primeiro modulo)
- Total de passageiros anos atual: 6,2 milhões de passageiros ano

sábado, 18 de abril de 2015

Se Lampião fosse vivo...


Minervino Wanderley* 

Cheguei no consultório médico na hora prevista. Prevista de besta. Isso não existe. Quando chega a nossa hora o cara nem aparteceu ainda. Ninguém conhecido para uma prosa. Peguei uma revista e era a IstoÉ, de 10.11.2010. Na página 72, uma matéria chamou-me a atenção. Assinada por Wilson Aquino, tem o seguinte título: “A influência estética de Lampião”. No texto, Aquino quase que chega chamar Capitão Virgulino de gay. Vejamos alguns trechos:

- “Mas, quando não estava praticando crimes, o cangaceiro se atracava com agulhas e linhas para costurar e bordar, lindamente, roupas e lenços que usava ao estilo Jacques Leclair.”

-  “Ele não era apenas o executor do bordado. Era também um estilista.”

 - “FRESCURAS NO CANGAÇO. O lenço dos cangaceiros era feito de seda inglesa ou de tafetá francês. A jabiraca de Lampião era em seda vermelha e contava com 30 alianças de ouro.”

- “Se tivesse escolhido a profissão de costureiro, Lampião (até hoje constantemente revisitado pela indústria fashion) certamente teria tido uma carreira brilhante.”

Durma-se com um barulho desses! Esse camarada não sabe que Lampião era tão hábil com a espingarda que conseguia dar tantos tiros consecutivos que clareavam a noite. Por isso, Lampião. Se essa figura dissesse essas coisas há 80 anos ele iria ver que o Capitão Virgulino costurava mesmo era com uma 44 Papo Amarelo.

Aquino com certeza não conhece a história da quadrilha junina que o Capitão organizou numa fazenda e que seu bisavô (De Aquino) participou. Só que esse fuzuê, além de ter Lampião como marcador, era diferente num aspecto: todo mundo nuzinho. Agora, quem conta a história é um dos participantes dessa “festa”:

O Capitão mandou fazer as fileiras e mandou todo mundo tirar a roupa. Ordem rapidamente obedecida. No meio da quadrilha, Lampião gritou:

- Todo mundo com um dedo na boca e outro “lá” (vocês sabem aonde). Ordem imediatamente obedecida.  - Daqui a pouco ele disse:

- Trocar de dedo! O dedo que tava na boca vai pra “lá” e o outro vai pra boca.

Foi aí que o bisavô de Aquino caiu na besteira de dizer:

- Mas isso, Capitão?

O Capitão deu um olhar de matar cobra venenosa e gritou:

- Isso o quê, cabra?

O camarada afroxou e, gemendo, disse:

- Isso é bom demais, Capitão!

Esse recado é pra você, Wilson Aquino.

*Jornalista

MILAGRE


Espera o milagre
nos olhos fechados: a visão
inaudita resulta em tentações.

                 O milagre
                 reflete a verdade
                 inalcançável.

Espera o repasse
das horas entre ventos
e o dissabor do destino.

(Pedro Du Bois, inédito)

A MENSAGEM DA CRUZ

Públio José – jornalista
(publiojose@gmail.com)

                            Todos sabem que Jesus Cristo morreu crucificado. Muitos conhecem particularidades e minúcias da vida que viveu entre nós. Alguns até defendem teses tecendo mil comentários a respeito do fenômeno que foi Cristo. Em todos os momentos, principalmente no período da Semana Santa, a humanidade, quase por inteiro, celebra a sua morte. Encenações teatrais, filmes, reuniões, retiros, conferências – enfim, os eventos mais diversos marcam a paixão, a vida, o ministério e a morte do homem que dividiu o tempo do mundo em dois tempos: antes e depois Dele. Mas, nesse momento de tanto emocionalismo, de tanta comoção, algumas perguntas necessitam ser feitas: o que o sacrifício de Jesus na cruz representa para nós? O conhecimento do gesto de Jesus na cruz traz alguma diferença no nosso dia-a-dia?  A morte de Jesus nos fez pessoas diferentes ou continuamos os mesmos?

                        A questão vital é se tomar conhecimento de que nada do que Jesus fez foi gratuito. O menor dos seus gestos teve uma significação especial. E o evento no Monte do Calvário, com sua crucificação, morte e ressurreição, foi o fato mais extraordinário já acontecido até hoje na história do homem. Aliás, Jesus só rivaliza com ele próprio. Pois outro acontecimento que pode se ombrear em magnitude à sua morte e ressurreição é o seu nascimento, único até hoje ocorrido nas condições especiais em que ocorreu. Mas hoje o assunto é a sua morte; do nascimento de Jesus cuidaremos outro dia. O relato sobre como tudo se passou recai na leitura do livro de Lucas, capítulo 23, a partir do versículo 33. Ali, após ser crucificado, Jesus profere uma das sentenças de maior significado prático para as nossas vidas, ao dizer “Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem”.

                        Nunca, jamais – e em nenhum outro momento da história humana – alguém manteve tamanha lucidez diante de uma realidade de tanto desconforto físico e tanta dor espiritual. Rejeitado, traído, cuspido, execrado, Jesus exalou amor até os minutos finais de sua vida. A humanidade O matava, porém Ele intercedia junto ao Pai em favor dos homens. Este gesto de Cristo deve ser seguido, praticado em todos os momentos de nossa vida. Afinal, se não perdoarmos a quem nos magoa, terminamos por transformar em acontecimento inútil o sacrifício de Jesus na cruz. Esta é, portanto, a primeira mensagem que Jesus nos envia da cruz – daqueles dias até os dias de hoje: o perdoar em qualquer circunstância. Pelo seu gesto, o perdão é uma condicionante fundamental para um viver cristão, para todos aqueles que se dizem seguidores de suas ideias e detentores de seu legado espiritual.

                        Passemos agora ao versículo 46, do mesmo capítulo 33 de Lucas. Ainda na cruz, já exalando seus últimos minutos de vida, Jesus faz uma confissão surpreendente – naquelas circunstâncias – de fidelidade incondicional ao Pai, dizendo: “Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito”. O que é o espírito? A vida, a nossa essência, o nosso eu. Com a sua exclamação, Jesus queria dizer que o seu espírito, a sua essência Ele só entregaria ao Pai – e a mais ninguém. O que isso significa? Comunhão total, absoluta com Deus, apesar do extremo sofrimento que estava enfrentando. Com seu gesto, Jesus nos remete à segunda mensagem da cruz: mantermos a comunhão com Deus em qualquer situação, mesmo nos momentos mais dolorosos. Será que é fácil? Não, não é. Daí a necessidade de não apagarmos da mente o cenário da cruz, local onde Jesus praticou comunhão e fidelidade a Deus em condições extremamente adversas.

                        Ao lado de Jesus dois homens também foram crucificados, conforme o mesmo Lucas capítulo 33, versículo 43. Numa delas, um homem ruma para a morte. De repente, de forma surpreendente, se volta para Jesus: “Mestre, lembra-te de mim quando entrares no teu reino”. Momento terrível para ele descobrir que Jesus era mestre, um título nobilíssimo naquele tempo, e proprietário de um reino. Noutra cruz, o Filho de Deus, também nas piores condições físicas, se volta para ele: “Filho, ainda hoje estarás comigo no paraíso”. Estranho momento para chamar um marginal de filho e lhe garantir a salvação, não é verdade? Aí está, então, a terceira mensagem da cruz: ao nos voltarmos para Jesus – seja qual for a circunstância – Ele nos garante a salvação, a morada com Ele no paraíso! Portanto, sem a aceitação e vivência dessas três mensagens, de que serve, para nós, o sacrifício de Jesus? Perdão, comunhão e salvação – a verdadeira essência da cruz. Vamos vivê-la?   

sexta-feira, 17 de abril de 2015

RN é destaque em mídias de grande circulação nacional


O trabalho de divulgação e promoção do destino Rio Grande do Norte em feiras e eventos de turismo nacional e internacional, além de medidas que foram notícia na mídia especialidade do Brasil inteiro, a exemplo da desoneração do ICMS no querosene de aviação, tem chamado a atenção do mercado turístico e a mídia voltou a acreditar e ceder espaço ao Estado potiguar.
Neste mês de abril, o RN foi destaque em duas importantes publicações do segmento turístico: a revista Viagem e Turismo, publicada pela Editora Abril, e hoje foi capa do caderno de Turismo de um dos periódicos de maior tiragem nacional, a Folha de São Paulo. Ambos evidenciam as belezas naturais do Estado, e de forma espontânea.
Na matéria do jornal Folha de São Paulo, o título já insinua o conteúdo: “Não me canso de descansar”. E o subtítulo oferece 42 opções de promoções e pacotes mais em conta para curtir o feriado de Tiradentes e ainda o de 1º de maio. Ao fundo, uma imagem belíssima do pôr-do-sol da Praia de Ponta Negra, mesmo sem o cartão-postal da praia: o Morro do Careca.
Na revista Viagem e Turismo, publicada pela Editora Abril e também de grande circulação nacional, matéria do fotógrafo Ramón Vasconcelos escancara as belezas naturais de “dunas douradas” das praias natalenses, além das serras de Martins, dos coqueirais de São Miguel do Gostoso e as Dunas do Rosado, em Areia Branca. São seis páginas inteiras de belas imagens.
“Em fevereiro o governador Robinson Faria foi a São Paulo e articularmos a questão do QAV junto às quatro principais companhias aéreas do Brasil. Antes, trouxemos o superintendente da CVC a Natal e reconquistamos essa parceria. São gestos que despertam no mercado a confiança em apostar no nosso destino”, aponta o secretário de Turismo, Ruy Gaspar.
A presidente da Empresa de Promoções Turísticas do RN, Aninha Costa, lembra que apenas nesses três primeiros meses de gestão o RN esteve representado nas feiras de turismo de Madrid (Espanha), Lisboa (Portugal) e Berlim (Alemanha), afora a participação na Aviesp (SP), quando o RN teve a primeira participação de um chefe de Estado na história do evento.
"Quem não é visto, não é lembrado. Voltamos a ser vitrine. E no caso da Aviesp, fomos um dos destaques da Feira, com o estande mais bonito, mais movimentado e mais interativo entre todos. Na oportunidade, o governador concedeu entrevista coletiva e ao vivo, além de falar para mais de mil agentes de viagem", concluiu.

Estação de Teatro (RN) inicia circulação pelo Palco Giratório 2015




Grupo potiguar vai representar o estado no maior projeto de intercâmbio e difusão das artes cênicas no país, com o espetáculo 'Guerra, Formigas e Palhaços' e repertório

O Grupo Estação de Teatro, de Natal/RN, vai iniciar a circulação nacional através do Palco Giratório/Sesc 2015, com o espetáculo "Guerra, Formigas e Palhaços", dia 28 de abril, às 20h, no Teatro Sesc Senac Iracema, em Fortaleza/CE. Voltado para o público adulto, com texto de César Ferrario, o espetáculo é conduzido pelos atores Rogério Ferraz, que também assina a direção, Enio Cavalcante, Pedro Queiroga e o contra-regra Davidson Lacerda.

O grupo vai circular por 17 estados brasileiros, percorrendo 35 cidades do Brasil, através da 18ª edição do Palco Giratório/Sesc, maior projeto de circulação e difusão das artes cênicas no país. Além do espetáculo adulto, a trupe levará para oito cidades o "Estação dos Contos", espetáculo infantil de contação de histórias, que compõe o repertório do grupo desde 2009.

Em 2014, o Estação ganhou destaque na cena teatral nordestina, com o "Guerra, Formigas e Palhaços", após circulação por oito cidades da região Nordeste, levando seu repertório, através do Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz. O espetáculo participou de importantes festivais, como o Festival de Inverno de Garanhuns (FIG 2014), em Pernambuco, o 21º Festival Nordestino de Teatro de Guaramiranga (Ceará) e da primeira edição da Mostra Internacional de Teatro João Pessoa Encena - MIT (Paraíba). O espetáculo iniciou o ano de 2015 com uma apresentação para mais de 800 pessoas, no Teatro Riachuelo, a maior casa de espetáculos de Natal, através do projeto Jornada Cultural.

SINOPSE

Teaser: www.bit.ly/GuerraFormigasePalhaços

Com forte teor político e filosófico, sem abrir mão da ludicidade, da subversão e da comicidade, o espetáculo conta a saga de dois militares, últimos remanescentes de um batalhão de combate, que se encontram perdidos em uma guerra à espera de reforços. Porém, quando todas as saídas parecem se fechar, um fato inusitado acontece: o batalhão de dois homens finalmente se depara, estupefato, diante daquele que pode carregar o último fio de esperança. Classificação: 12 anos.

GUERRA EM FORMATO DE LIVRO
A editora Fortunella Casa Editrice vai lançar em formato de livro, o texto "Guerra, Formigas e Palhaços", de autoria de César Ferrario, para que o público possa levar a peça para casa. A pré-venda já iniciou e o livro pode ser adquirido no site da editora, em livrarias de Natal e com o Grupo Estação durante as apresentações pelo Brasil.

SOBRE O GRUPO
O Grupo Estação de Teatro surgiu em 2009, na cidade de Natal/RN, formado pelos atores Rogério Ferraz, Nara Kelly, Caio Padilha e Manu Azevedo. Comprometidos com a qualidade artística e o respeito ao público, iniciaram uma pesquisa em contação de histórias, que resultou em dois espetáculos infantis, intitulados "Em Cada Canto Um Conto" e "Estação dos Contos". Em 2013, o grupo montou o espetáculo "Guerra, Formigas e Palhaços", dessa vez voltado para o público adulto. Estão também no repertório o infantil "Sonho de Rabeca no Reino da Bicharada" e o espetáculo para rua "Quintal de Luís", este viabilizado pelo Edital Natal em Cena 2014. Atualmente o grupo se completa com três novos integrantes: a produtora Tatiane Fernandes, a jornalista e atriz Joanisa Prates, e o arquiteto e ator Davidson Lacerda.

FICHA TÉCNICA
Direção: Rogério Ferraz
Assistente de Direção e preparadora corporal: Carla Martins
Dramaturgia: César Ferrario
Trilha Sonora: Caio Padilha e Willames Costa
Figurino e adereços: Irapuan Júnior
Cenário: Rogério Ferraz e Irapuan Júnior
Iluminação: Ronaldo Costa
Operação de luz: Manu Azevedo
Elenco: Enio Cavalcante, Pedro Queiroga e Rogério Ferraz
Contra-regra: Davidson Lacerda
Coordenação: Nara Kelly
Produção: Tatiane Fernandes
Comunicação: Joanisa Prates

MÍDIAS SOCIAS
facebook.com/grupoestacaodeteatro
instagram.com/grupoestacaodeteatro
youtube.com/grupoestacaodeteatro

Joanisa Prates

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Estréia diferente para “Os Vingadores 2”


Na próxima quinta-feira (23), estreia  a  sequência do sucesso "Os Vingadores" no MOVIECOM, do Praia Shopping. 

Para marcar ainda mais a data, o shopping preparou uma série de ações diferenciadas. Durante essa semana será realizado no instagram (@PraiaShopping) um quiz entre os seguidores para sortear vários pares de ingressos para a sessão. Também haverá a participação de dois atores/super heróis nos corredores do shopping, no dia da estreia, a partir das 18 horas, para tirar fotos com o público.

O filme, que reúne mais uma vez a equipe de super-heróis formada por Capitão América (Chris Evans), Homem de Ferro (Robert Downey Jr.), Thor (Chris Hemsworth), Hulk (Mark Ruffalo), Viúva Negra (Scarlett Johansson) e Gavião Arqueiro (Jeremy Renner), é um dos maiores sucessos de bilheteria de todos os tempos. Essa estreia de “Os Vingadores 2” será cercada de expectativas de repetir o grande sucesso da primeira gravação. Vamos conferir?

Jeanny Damas

Domingo tem cineminha animado para a criançada


No próximo domingo (19) a programação infantil do projeto Domingo Animado será diferente. Uma mini estrutura de cinema será armada no mall do shopping para divertir a criançada de forma diferente e interativa. O filme que estará em cartaz neste final de semana será “Branca De Neve e os Sete Anões”.

Durante o evento, as crianças também poderão interagir com a personagem do filme e aproveitar uma tarde diferente e cheia de diversão apreciando a magia do cinema.

Todos os domingos o Praia Shopping realiza o projeto Domingo Animado, a partir das 17 horas, no corredor em frente a Lojas Americanas. O acesso é gratuito.

SERVIÇO:
O QUE: Domingo Animado com o Cineminha Animado "Branca de Neve e os Sete Anões"
QUANDO: Domingo (19)
HORA: 17h
GRATUITO

PROGRAMAÇÃO DOMINGOS ANIMADOS DE ABRIL
·         19 de abril - Cineminha Animado "Branca de Neve e os Sete Anões" com a presença da Personagem
·         26 de abril - Cineminha Animado "Toy Store" com a presença do Wood e Jersie

Jeanny Damas

Turnê nacional do Duo Assad



Além do concerto, haverá duas masterclasses com os consagrados violonistas

O Sistema Fecomércio, por meio do Serviço Social do Comércio do Rio Grande do Norte (Sesc RN), recebe Sérgio e Odair Assad na turnê de 50 anos de carreira da dupla e lançamento do cd, na segunda-feira (20/04), às 19h, no auditório do Sesc Centro, em Natal. O ingresso poderá ser retirado mediante doação de 2 kg de alimentos não perecíveis, 1h antes do início do concerto, que serão destinados ao programa Mesa Brasil Sesc.

O trabalho "O Clássico do Violão Popular Brasileiro" mescla os gêneros clássico e popular. A programação do espetáculo está dividida em duas partes. Na primeira, os irmãos apresentam obras emblemáticas do clássico e do popular, todas representativas do repertório que consagrou o duo no mundo. Já a segunda parte é totalmente dedicada ao novo CD. Natal é uma das 14 cidades a receber a turnê no Brasil, com patrocínio da Petrobras.

Além das apresentações, os irmãos violinistas realizarão, através do Projeto Sesc Formação para as Artes, aulas abertas para ouvintes em geral e para violonistas profissionais ou estudantes em fase de graduação. As masterclasses acontecerão na terça-feira (21/04), das 9h às 12h. As turmas serão divididas em duas, cada uma terá aula com um artista, podendo absorver parte do conhecimento que a dupla transmite em aulas aplicadas na Europa e Estados Unidos.

Sobre o Duo Assad

Residentes no exterior desde os anos 1980 – Sergio em São Francisco, EUA, e Odair em Bruxelas, Bélgica -, os irmãos Assad apresentam-se mundo afora. Ainda meninos, começaram a tocar juntos e marcaram presença com um repertório eclético que mescla tradição e contemporaneidade.

Em 1979, começaram a fazer carreira internacional ao receberem um dos mais importantes prêmios para violão, o Young Artist Competition, em Bratislava (atual Eslováquia). Em 2001, receberam um Grammy Latino ao lançar "Sérgio e Odair Assad tocam Piazzolla". Em 2011, outro momento marcante foi a apresentação do Duo Assad com a Orquestra Sinfônica de Seattle em um concerto para dois violões e orquestra sinfônica. No ano seguinte, a apresentação brasileira, junto com a Orquestra Petrobras Sinfônica, aconteceu no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Serviço:
O quê? Projeto Sesc Formação para as Artes recebe turnê nacional do Duo Assad e realiza masterclasses
Quando? Concerto: segunda-feira (20/04) | 19h; Masterclasses: terça-feira (21/04) | 9h às 12h
Onde? Sesc Centro, em Natal | Rua Coronel Bezerra, nº 33 - Cidade Alta
Entrada? 2 kg de alimentos não perecíveis

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Feira de flores e plantas no Shopping Cidade Jardim





Bonsais, mini cactos, orquídeas, flor do deserto, flores tropicais, folhagens e alguns temperos orgânicos como alecrim e manjericão enfeitam e perfumam os corredores do shopping Cidade Jardim neste sábado (18). Esta é mais uma edição da Feira de flores e plantas que acontece um sábado por mês no mall, das 9h às 21h. Cinco produtores do Rio Grande do Norte oferecem seus produtos genuinamente potiguares, que por este motivo possuem um valor mais competitivo, além da garantia da adaptação ao clima da cidade.

Lissa Solano

segunda-feira, 13 de abril de 2015

MISERÊ TÁTIL


Por Plinio Sanderson Saldanha
Escritor, artista plástico e produtor cultural 

(Na foto de Hugo Macedo, o da direita)

Quinta insana (já consolidada no calendário beco-gregoriano), mesa repleta de personas agradáveis, prosas faceiras, lorotas a mil, sofismas político-ecológicos e verdes falácias. Na távora quadrática de Nazareth, reinava a mais-que-perfeita harmonia do kaos, papos paralelos ou todos ao mesmo tempo agora, tentando emplacar um discurso para plenária da galera,seja filosofia ufana ou cooptação lepidóptera, Alex, inclusive, treinava grito de saudação ao deputado seresteiro no ato de filiação ao PV, com Huguito fazendo a segunda voz. Questiúnculas insignificantes da geopolítica mundial eram esbravejadas, todas tendo como único culpado, o presidente Lula, na ótica do Dunga, claro. A sucessão da Aphoto também ganhava corpo, conspirações explícitas são desenhadas, no traço lépido do Sodré.

E não mais que de repente, uma figurinha fácil nos caminhos da pedra desse beco de lama, aborda Leozito, que conversava tête-à-tête com Eu-Gênio-Meio-kilo e arroubas de tiradas hilárias e toneladas de milacrias.

- Me dê quinze centavos!!! Disse a doidinha, incrédula.

Nosso escrevinhador caricatural, não se manifestou de pronto, mas sorrateiro, feito menino sapeca colocou uma mão (a outra segurava a piteira inseparável) no bolso e cuidadosamente tateou texturas, números, asperezas, tamanhos, finuras, separando moedas sobreviventes que lhe arranhava os bolsos desafortunados, com a destreza de quem já passou muito troco no armarinho Sodré de Marizinha, exímia quituteira de picolé de coco.

Há quanto tempo não ajudo o próximo, pensou reticente. Entregou para a pedinte, exatas três moedas de cinco centavos, despediu-se mentalmente dos quinze cents, que poderiam interar uma próxima carteira de cigarros, mas, com a consciência tranquila, crente de ter feito, exegeta como ele só, sua boa ação diária.

Ainda, falou em tom de sincera preocupação:

- Tome minha bichinha, vê se usa para se cuidar e num gaste tudo de uma vez, não, viu?

Desolada, a criatura que havia notado o tilintar doutras moedas restantes (e ficantes), talvez de maior valor do que aquelas garimpadas perspicazmente a peso de mais valia, mal criada sentenciou, irônica e atrevida:

- Ôme, danado, jogue logo na mega sena... Ôh, bicho amarrado!

Jornalista cria projeto para ensinar redes sociais a idosos


A jornalista Leane Fonseca, especialista em Estratégia de Comunicação em Mídias Sociais, ministrará no dia 23 de abril uma aula para pessoas que têm dificuldade em utilizar as redes sociais, especialmente os idosos.

O projeto “Compartilhando a Terceira Idade” nasceu com o propósito de ajudar quem tem bloqueio em manusear as redes sociais, em especial o Facebook que foi desenvolvido, primordialmente, para o público jovem universitário, mas que nos últimos anos vem se popularizando entre os maiores de 55 anos.

Para muitos adultos desta faixa etária o uso das ferramentas básicas como curtir, compartilhar e postar fotos, sem mencionar as configurações de segurança e privacidade, ainda é de difícil compreensão devido à falta de uma orientação adequada.

Para solucionar esta questão foi elaborado um guia rápido e prático a fim de auxiliar quem possui conta no Facebook a se tornar um usuário ativo, precavido e independente, como também para os que gostariam de abrir uma conta e temem não se adequar a plataforma virtual. “O objetivo é diminuir a exclusão daqueles que nasceram e viveram toda a vida na era analógica e, agora, inseridos na era digital, desejam também estar presentes de forma atuante e consciente nas redes sociais, um espaço relacionado por eles como de liberdade de interação”, explicou Leane.

 Os maiores de 60 anos têm tornado o computador um grande aliado para estimular a memória e aprimorar os conhecimentos. Há alguns anos atrás, as pessoas mais velhas pouco utilizavam as tecnologias e, quando o faziam, era para se informar com as notícias. O cenário mudou. Atualmente, a web está fazendo parte do cotidiano dos aposentados e o número de usuários com mais de 65 anos vem crescendo percentualmente desde o ano de 2008. Hoje, os idosos representam mais de 3% da população de usuários das redes sociais brasileiras.

Nos Estados Unidos já existem redes sociais voltadas para pessoas com mais de 50 anos propiciando jogos para estimular o potencial cerebral e contendo dicas sobre a saúde do idoso e alimentação.

Serviço:
Compartilhando a Terceira Idade
Local: Microlins – Zona Sul
Data: 23 de abril
Horário: Das 8 às 12 horas

Inscrição:
Valor: R$ 80
* As inscrições podem ser feitas através de depósito bancário:
AG: 1533-4
C/C – 9.347-5
Banco do Brasil
Nome: Leane Fonseca Lima
Contato: 9111-8404 (WhatsApp)

A Construtora Hazbun patrocina dois espetáculos em Natal



Na sua política de incentivo à cultura e ao esporte, a Construtora Hazbun anuncia um final de semana recheado de boas programações no Teatro Riachuelo. A figura central do Kid Abelha, cantora Paula Toller, apresenta ao público potiguar o seu novo show, Transbordada. A apresentação faz parte da turnê do novo trabalho solo da compositora, no próximo dia 17, no Teatro Riachuelo.

E celebrando 50 anos de carreira, logo no dia seguinte, Moacyr Franco encanta plateia relembrando os Anos Dourados e sua marca em musicais, programas de televisão e grandes sucessos.

Serviço:
Paula Toller dia 17 de Abril
Moacyr Franco dia 18 de Abril
Teatro Riachuelo 21h

Por Adriana Keller

Amanhã tem Wanda Sá e Lysia Condé no projeto Seis e Meia


Wanda Sá apresenta “Isso é bossa nova, isso é muito natural”, show comemorativo de 50 de música, no Projeto Seis e Meia, nesta terça-feira (14). O público terá oportunidade de ouvir as músicas do seu novo CD e DVD e outras que marcaram a bossa nova brasileira e sua carreira no palco do Teatro Alberto Maranhão. A atração local será Lysia Condé, que fará o show de abertura às 18h30.
 
No retorno à Natal, Wanda Sá quer mostrar que a bossa nova é uma maneira de tocar e cantar, e que ficou conhecida como musa desse estilo musical, não por acaso. Ela é uma cantora completa que toca violão com charme e personalidade. Os ingressos estão a venda na bilheteria do Teatro Alberto Maranhão. O valor é R$50 inteira e R$25 meia entrada.

Por Lissa Solano 

3ª Mostra Cultural da China acontece nesta terça-feira (14)


A Prefeitura de São Gonçalo do Amarante, por meio das Secretarias de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Comunicação e Eventos, Educação e a Fundação Cultural Dona Militana, vai realizar nesta terça-feira (14), a partir das 10h, no Teatro Municipal, a 3ª Mostra Cultural da China, em comemoração a data da Primeira Emancipação Política do Município.

Na edição deste ano, além da realização da 3ª Oficina da Gastronomia Chinesa com degustação de pratos da culinária da China, haverá ainda a Mostra da Diversidade Cultural de São Gonçalo. O evento vai misturar a cultura oriental com a cultura local com a execução dos Hinos Nacionais, apresentações da Dança de São Gonçalo, Canto e Dança Flor de Jasmim, Boi Calemba Pintadinho, demonstração de Kung Fu e participação da Banda Municipal de São Gonçalo.

Encenação da Paixão de Cristo nas Ruínas da Igreja Jesuíta e Distrito de Araçá reuniu centenas de pessoas em Extremoz




A Prefeitura de Extremoz, por meio da Fundação de Cultura Aldeia de Guajiru, promoveu a encenação da Paixão de Cristo em duas edições no último final de semana (11 e12 de abril).

No sábado, o espetáculo ocorreu nas antigas ruínas da primeira Igreja Jesuíta do Rio Grande do Norte, no Centro Antigo de Extremoz às 19h. No domingo, a peça foi encenada defronte a Igreja Católica do Distrito de Araçá, também às 19h30.

A população prestigiou o evento com bom publico e o evento foi aberto pelo prefeito Klauss Rêgo com a mensagem de boas vindas aos presentes.

TESAP

O espetáculo foi apresentado pelo grupo de teatro TESAP, do município de São Gonçalo do Amarante, pelo 5º ano consecutivo. Além da população, secretários municipais, vereadores e comerciantes prestigiaram a Paixão de Cristo.

O espetáculo da Paixão de Cristo conta com cerca de 50 atores e já se tornou uma tradição no município de Extremoz. Neste ano a encenação  reuniu um público estimado em 700 pessoas nas duas edições.

Setur RN apresenta ações dos primeiros 100 dias durante reunião do Conetur


A primeira reunião do Conselho Estadual de Turismo do Rio Grande do Norte de 2015 acontece terça-feira (14) e tem como pauta principal a apresentação das ações da Secretaria de Estado do Turismo (Setur RN) nos primeiros 100 dias de governo. O evento acontece mais uma vez no Centro de Convenções de Natal, a partir das 9h e será aberto à imprensa.

Outras duas questões discutidas na reunião serão a perspectiva do mercado norte-americano para o turismo potiguar. Essa palestra será ministrada pelo professor Josep Bellaster, da Universidade de Valência e especialista em multiculturalidade. E ainda a subsecretária da Setur RN, Solange Portela apresentará as ações do RN Sustentável para o turismo.

Ainda durante esta 51ª reunião do Conetur RN tomarão posse os novos conselheiros eleitos no pleito realizado em 5 de novembro de 2014. Os novos membros, representantes das esferas municipal, estadual e federal, além da sociedade civil e iniciativa privada, terão mandato no biênio 2015/2016. Este será o primeiro Conetur presidido pelo titular da Setur RN, Ruy Gaspar.

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Clara e a Noite apresenta o EP EntreAberta em Nalva Melo no dia 25


A banda Clara e a Noite apresenta mais uma vez ao público potiguar o show EntreAberta em Nalva Melo no dia 25 de abril às 20 horas. O valor da entrada será R$ 10.

O EP EntreAberta foi lançado em 2014 e mostra a evolução artística de Clara e a Noite não só nos arranjos musicais, como na apresentação que tem um tom performático.

"Esse show vai ser bem teatral,teremos a direção do ator Sandro Silva, o que vai dar ao show uma pegada teatral, performática. Acho que em cada musica vamos rasgar um sentimento", declara Clara Pinheiro.

O EP EntreAberta tem uma pegada blues com toques de country, reggae e soul. Produzido por Simona Talma o EP contou com participações de Toni Gregório e Antônio de Pádua e já foi apresentado nas cidades de Porto e Aveiro em Portugal, Paris e Metz na França e Gembloux na Bélgica.

Na apresentação do dia 25 o público pode esperar a guitarra nervosa de Fabão, o grave único da voz de Clara, o baixo suingado de Diego Akanguaçú e a batera marcante de Daniel Grossmann. Durante o show serão projetadas imagens da serie "Vaso" de Gabi Barbalho.

SERVIÇO: 
SHOW #EntreAberta
LOCAL: Nalva Melo Café Salão
QUANDO: 25 de abril
HORÁRIO: 20 horas
INFORMAÇÕES:  Fabão - 87153560

Sesc RN promove mostra de cinema alemão Sombras que Assombram


Durante dois meses, os clássicos do cinema alemão serão exibidos em seis municípios do estado

O Sistema Fecomércio do Rio Grande do Norte, por meio do Serviço Social do Comércio (Sesc RN), apresenta ao público potiguar os clássicos do cinema alemão, através da mostra Sombras que Assombram, que teve início segunda-feira (06) e segue até a sexta-feira (10). A abertura, que aconteceu no Sesc Centro, contou com a exibição gratuita do filme O gabinete do Dr. Caligari, seguido de um bate-papo com o especialista em cinema, Gianfranco Marchi, do Cineclube Natal.

Ao todo, 11 clássicos do cinema alemão serão exibidos. Além de Natal, até o mês de maio, os filmes serão exibidos nas unidades do Sesc em Macaíba, Caicó, São Paulo do Potengi, Nova Cruz e Mossoró. As sessões são gratuitas e a programação completa dos filmes encontra-se disponível no site do Sesc RN, o www.sescrn.com.br.

A mostra Sombras que Assombram oferece a oportunidade de se conhecer o movimento expressionista no cinema, que teve seu auge em uma Alemanha arruinada pela Primeira Guerra Mundial e se caracterizou pelo uso de imagens fantásticas e assustadoras e ao mesmo tempo pela exposição de uma sociedade imersa em um cenário desolador e extremamente mecanicista.

Os filmes da década de 1920 espelham bastante a nebulosidade de seu tempo: os cenários, em especial das grandes obras, como O gabinete do Dr. Caligari, O gabinete das figuras de cera, O golem e Nosferatu, tendem à claustrofobia, têm pouca profundidade, são tortuosos, beiram o grotesco. A maquiagem dos atores foi concebida de maneira exagerada, sinistra, que lhes fazem parecer mortos-vivos.

Serviço:
O quê? Mostra de cinema alemão - “Sombras que Assombram”
Quando? De 06/04 a 15/05/2015
Onde?
Natal (06 a 10/04/15)
Sesc Centro (Rua Coronel Bezerra, nº 33. Cidade Alta) e Sesc Restaurante. Av. Rio Branco, 375. Centro.

Sesc Seridó (13 a 24/04) |Sesc Ler São Paulo do Potengi (22 a 29/04) |Sesc Ler Nova Cruz (27 a 30/04) | Sesc Mossoró – 04 a 08/05 e Sesc Macaíba (11 a 15/05).

Programação completa: www.sescrn.com.br

terça-feira, 7 de abril de 2015

Busto de prático que salvou Recife de uma tragédia será recolocado no Terminal Marítimo do Porto


Obra foi feita em homenagem a Nelcy Campos 
que há quase 30 anos rebocou um navio em 
chamas para longe da costa e evitou explosão 
gigantesca

O busto do prático da barra Nelcy da Silva Campos será recolocado no Terminal Marítimo de Passageiros do Porto do Recife. A obra, do escultor pernambucano Demétrio Albuquerque, foi retirada do local por conta das obras de reforma do porto e voltará à exibição pública até o próximo dia 12 de maio. A data marca os 30 anos do feito heróico do prático Nelcy Campos. Em 1985, ele rebocou para longe da costa o navio petroleiro Jatobá, que pegou fogo e cujas chamas ameaçavam explodir o Parque de Tancagem do Brum, onde estavam armazenados 153 mil metros cúbicos de produtos inflamáveis.

A boa notícia foi dada depois de uma reunião entre representantes da Sociedade dos Amigos da Marinha (Soamar) e da Capitania dos Portos. Sensibilizados com a causa, o diretor dos portos do Recife, Olavo de Andrade Lima, e o capitão dos portos, Luiz Cláudio Lázaro, convidaram familiares do prático Nelcy Campos, falecido em 1990, para escolher o novo local para a instalação do busto. Ficou definido que a obra será colocada no lado externo da entrada do novo Terminal Marítimo.

“Agora, só precisamos agilizar os procedimentos de restauração e fazer a estrutura de sustentação para colocar o busto no novo local. Quem ganha com isso é a população de Pernambuco e as novas gerações, que vão conhecer a história desse herói”, diz o filho do prático, Nelcy Campos Filho. Segundo ele, também existe a ideia de colocar, na área interna do Terminal de Passageiros, um painel com um resumo dessa história.

No dia 12 de maio de 1985, o prático da barra Nelcy da Silva Campos evitou que parte da cidade fosse varrida do mapa ao rebocar para longe da costa o navio petroleiro Jatobá, que pegou fogo no Porto do Recife. A situação de risco começou por volta da 1h30 da madrugada de um domingo, quando um dos três tanques do navio explodiu, deixando a embarcação em chamas. Atracado no Porto do Recife, o petroleiro carregava 1.500 toneladas de gás butano, conhecido como gás de cozinha.

O pior é que o incêndio e as explosões em série poderiam atingir o Parque de Tancagem do Brum, que estava a 500 metros do petroleiro e armazenava mais de cento e cinqüenta mil metros cúbicos de produtos inflamáveis. De acordo com os técnicos, uma explosão no local destruiria tudo num raio de cinco quilômetros, atingindo os bairros de Santo Antônio, Recife Antigo, Boa Vista, Brasília Teimosa e Pina.

Todo o efetivo do Corpo de Bombeiros do Recife foi mobilizado para combater o incêndio, mas os homens não conseguiram debelar as chamas, que chegavam a 20 metros de altura. A situação era tão grave que o então governador de Pernambuco, Roberto Magalhães, foi acordado às presas e teve que deixar o Palácio do Campo das Princesas, onde morava, localizado no Bairro da Boa Vista.

Foi nessa situação que o prático da barra Nelcy da Silva Campos, então com 54 anos, foi chamado às pressas em sua casa pelas autoridades responsáveis pela Capitania dos Portos. Ele chegou ao porto por volta das duas horas da manhã e, com a ajuda de alguns auxiliares, começou um perigoso trabalho. Distribuindo as ordens, chegou a serrar dois dos nove cabos do navio petroleiro, que estava ancorado no Armazém A-1.

Um desses cabos, que foi amarrado a outro de 200 metros, serviu para prender o petroleiro no reboque Saveiro. Para que a saída do Jatobá fosse possível também foi preciso movimentar os navios que estavam na frente e atrás dele. Só depois desse difícil trabalho, a embarcação em chamas pode ser rebocada para alto mar, onde não representava mais perigo para os recifenses. O petroleiro foi deixado à deriva a aproximadamente cinco quilômetros da costa.

Ao voltar ao porto, já na manhã da segunda-feira, dia 13 de maio, Nelcy Campos foi recepcionado pelo governador Roberto Magalhães, pelos amigos e pela família, que esperava ansiosa. Ao chegar, ele declarou: “Nunca me vi em situação tão difícil e perigosa, mas pensei logo na população. Mesmo sabendo que poderia morrer, parti para a operação”.

No dia 29 de setembro de 2003, Nelcy Campos foi homenageado em uma cerimônia alusiva ao Dia Mundial do Marítimo. O Comando do 3º Distrito Naval da Marinha do Brasil mandou erigir um busto de mármore em sua homenagem, junto ao Terminal Marítimo de Passageiros, na Praça do Marco Zero. Com a reforma do Porto do Recife, a estátua, obra do escultor pernambucano Demétrio Albuquerque, foi tirada do local.

Nelcy da Silva Campos nasceu no Recife no dia 21 de janeiro de 1931. Trabalhou durante 25 anos como prático, ofício que aprendeu com o pai. Morreu no dia 27 de setembro de 1990, de causas naturais.

segunda-feira, 6 de abril de 2015

PRESÍDIO E CEDUC EM CEARÁ-MIRIM: Prefeitos entregam Nota de Repúdio ao presidente da Assembleia Legislativa




“A construção de um presídio e um CEDUC 
representa a decadência de uma região 
turística” (Klauss Rêgo, prefeito de 
Extremoz)

Os prefeitos Antônio Marcos de Abreu Peixoto (Ceará-Mirim), Klauss Francisco Torquato Rêgo (Extremoz), Ariosvaldo Bandeira Júnior (Taipu), Jose Maurício Menezes Filho (Poço Branco), Maria Ivoneide da Silva (Maxaranguape), Jaime Calado Pereira dos Santos (São Gonçalo do Amarante), Bruno Patriota Medeiros (Ielmo Marinho), Ney Rocha Leite (Touros) e Maria de Fátima Tertuliano Dantas Neri (São Miguel do Gostoso) assinaram Nota de Repúdio ao desejo do Governo do Estado de construir um presídio e um CEDUC para menores de alta periculosidade no município de Extremoz.

O documento foi entregue na manhã desta segunda-feira, 06, ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira, que prometeu levar o assunto ao governador Robinson Faria e também promover uma Audiência Pública sobre a questão.

“A construção de um presídio e um CEDUC representa a decadência de uma região turística”, disse o prefeito de Extremoz, Klauss Rêgo. “Precisamos de Infraestrutura, da conclusão das obras do Pró-Transporte e de um centro de convenções”, continuou Klauss. “Quem mais dá emprego no mundo é a indústria do turismo”, completou o prefeito. O prefeito de Ceará-Mirim, Antonio Peixoto enfatizou que o seu município precisava de indústrias e não de um presídio.

Ressonância

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira ressaltou que aquela Casa de Leis era a caixa de ressonância de todo o Rio Grande do Norte. “Neste caso não será diferente, porque sabemos que vivemos uma crise no sistema prisional; uma verdadeira falência”, disse. “A saída é a construção de presídios e eu estou à disposição para debatermos o assunto em Audiência Pública”, prometeu. “O presídio precisa ser construído. O Governo do Estado não pode perder uma verba de quinze milhões de reais do Governo Federal, para tanto e se não for lá terá que ser em outro local”, enfatizou, reconhecendo os problemas dos municípios em todas as áreas. “Vou procurar o governador Robinson Faria para tratar do assunto”, garantiu.

A ideia inicial do Governo do Estado era o de construir uma cadeia pública em Ceará-Mirim e isso seria para menos de uma centena de presos. A ideia de construir um presídio para 603 presos masculinos assusta a população e preocupa os gestores municipais da região. “Reforço que não existe nenhum teor político partidário com relação a nossa irresignação com relação à construção de presídio e CEDUC em Ceará-Mirim”, encerrou o prefeito de Extremoz, Klauss Rêgo. (LS).

Fotos: Denis Cleber

06 de abril de 2015

LEIA ABAIXO A NOTA DE REPÚDIO ENTREGUE AO PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

“Construção de Presídio em Ceará-Mirim

NOTA DE REPÚDIO

Os municípios da Região Metropolitana de Natal, principalmente os localizados no lado Norte, repudiam veementemente a possibilidade de construção de um presídio no município de Ceará-Mirim, anunciada pelo governador do Estado do Rio Grande do Norte, Robinson Faria.
Penalizadas com a falta de ações governamentais que promovam o desenvolvimento dessas cidades, que já apresentam índices de desenvolvimento inferiores às que formam a parte sul da Região Metropolitana, as populações dessa área sofrem com a falta de infraestrutura e de atividades econômicas que lhes garantam ocupação e renda.
Não é possível que com o crescimento e perspectiva de grandes investimentos que a região vem tendo, inclusive estimulado pela presença do Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, uma unidade prisional dessa envergadura venha comprometer, ainda mais, a inegável vocação turística dos nossos municípios.
A ideia de construir um presídio masculino em Ceará-Mirim, para 603 presos,vai de encontro à lógica desenvolvimentista que se espera do governo do Estado em relação a todos os municípios da Grande Natal, que lutam para atrair mais turistas e mais investimentos.
Apesar de todas as promessas de reforço na segurança dos presídios, todos sabem da fragilidade do sistema penitenciário brasileiro, o que certamente só atrairiam mais problemas e mais insegurança para a nossa região.
E dentro desse raciocínio, qual grupo hoteleiro de peso construiria um hotel ou investiria na infraestrutura turística de nossas praias, que são referências do turismo brasileiro ou no belo Vale do Ceará-mirim, cuja vocação para o turismo rural é inegável, considerando as proximidades de um presídio?
Não adianta o pedido de compreensão do Governador para a resolução de um problema que vem de outras administrações. Nós não somaremos a tais esforços para construção de um problema que irá afetar grandemente nossa principal vocação: O turismo.
O Governo do Estado tem enfatizado que o Projeto de Lei do Executivo (08.04.2008), encaminhado pela então prefeita Ednólia Melo à Câmara Municipal de Ceará-mirim é claro: solicitada a doação de terreno ao Estado para construção de Cadeia Pública, que abrigaria os apenados que hoje cumprem pena no Centro de Detenção Provisória instalado em Ceará-mirim, com mais segurança para a população da cidade.
Não se tratou da cessão do terreno para a construção de um presídio nos moldes do anunciado pelo governador Robinson Faria, para abrigar presos de todo o estado. É preciso esclarecer, também, que atualmente não existe nenhuma autorização entre Estado e o município de Ceará-Mirim para liberação da construção de presídio.
A construção de um presídio no município de Ceará-Mirim comprometerá, ainda mais, o desenvolvimento socioeconômico dos municípios próximos, em diversos aspectos, que afetariam diretamente as populações que habitam os municípios da região.
Repudiamos, ainda, o interesse do Governo do Estado em construir um centro para acolher menores infratores (CEDUC) em área urbana de Ceará-Mirim. Seria penalizar duplamente o desenvolvimento de nossa região.
Precisamos de empregos permanentes, não de prisões. Não é esse modelo de desenvolvimento que queremos. O que esperamos do Governador Robinson Faria é bom senso. Construir presídio em vez de pólo industrial é rasgar o compromisso assumido em praça pública com os eleitores da nossa região, durante sua campanha ao governo.
Não queremos presídio, nem CEDUC em Ceará-mirim e apelamos para a sensibilidade do governador e de sua equipe para que não se cometa mais esse crime contra o desenvolvimento da nossa região.

Natal, 06 de Abril de 2015.


Antônio Marcos de Abreu Peixoto
Prefeito Constitucional de Ceará - Mirim

Klauss Francisco Torquato Rêgo
Prefeito Constitucional De Extremoz

Ariosvaldo Bandeira Júnior
Prefeito Constitucional de Taipu

Jose Maurício Menezes Filho
Prefeito Constitucional de Poço Branco

Maria Ivoneide da Silva
Prefeita Constitucional de Maxaranguape

Jaime Calado Pereira dos Santos
Prefeito Constitucional de São Gonçalo do Amarante

Bruno Patriota Medeiros
Prefeito Constitucional de Ielmo Marinho

Ney Rocha Leite
Prefeito Constitucional de Touros

 Maria de Fátima Tertuliano Dantas Neri
Prefeita Constitucional de São Miguel do Gostoso”

sábado, 4 de abril de 2015

O SILÊNCIO DE ADÃO

                                                                                                                                                       
Públio José – jornalista
(publiojose@gmail.com)

                       O silêncio é uma atitude estranha. Na maioria das vezes, apresenta-se como demonstração de humildade, de submissão, de renúncia. Em outras, deixa transparecer o verniz da covardia, da omissão. Mas não deixa de ser um comportamento contraditório, polêmico até. Jesus, por exemplo, deu conotações edificantes ao silêncio. Utilizando-se dele, deixou Pilatos maravilhado e seus acusadores totalmente desnorteados, sem terem o que dizer. Calado, ele eternizou um momento em que o esperado, de sua parte, era que falasse, argumenta-se, se defendesse das acusações injustas que lhe imputavam. Do episódio saiu engrandecido. O seu silêncio rasga os séculos até os dias de hoje como elemento de sabedoria, de renúncia, de negação de si mesmo. Já outros personagens... Estes, pelo silêncio, fugiram do desconforto de falar e deram péssimo testemunho com essa atitude. 
                        Um livro de um escritor cristão trata do assunto de forma interessante. Com o título “O Silêncio de Adão”, ele trata da paralisia cerebral e da inércia comportamental que acomete a grande maioria dos homens nos cruciais momentos de decisão. E constata que duas atitudes se destacam no universo masculino. A primeira delas é o silêncio simplesmente. Covarde, omisso, pegajoso – e, o que é pior, contagiante. Acontece na ocasião em que se faz necessária a prática do falar em defesa de uma causa, em defesa de alguém e – para não se prejudicar – o homem foge, se cala, se omite. A segunda atitude se traduz na incorporação, pelo homem, da figura do machão, que, não tendo o que falar, não tendo destreza mental para argumentar, opta pelo clássico gesto de usar da violência, de esmurrar a mesa. Em ambas as situações ele dá adeus ao diálogo e fecha a porta ao desabrochar de uma nova realidade.
                       Com este enfoque, “O Silêncio de Adão” trata, enfim, da inclinação histórica que o homem vem apresentando através dos tempos para fugir de suas responsabilidades. O primeiro grande exemplo que o livro apresenta é o de Adão. Sim, o Adão da Bíblia, o primeiro homem. Pela narrativa bíblica, Deus fez de Adão o detentor de todo o plano divino para a humanidade. Só exigiu que Adão e Eva, ela criada posteriormente, não comessem da árvore do bem e do mal. A exigência foi feita especificamente a Adão. Certamente já sabendo disso, a serpente procura Eva para tentá-la na desobediência a Deus, convencendo-a a comer do fruto da árvore. O interessante é que Adão estava presente ao episódio e em nenhum momento se pronunciou contrário ao assédio da serpente a Eva. Fez pior. Além de se omitir, de se calar, concordou com a mulher e comeu do fruto da árvore proibida.
                        Porque Adão de calou? Porque não esbravejou contra a invasão da serpente ao território mental de Eva, terreno que, pelas instruções claras de Deus, teria que preservar? Ao que tudo indica, Adão se curvou ao auditório constituído tão somente de duas pessoas, ao invés de argumentar com as instruções das quais era possuidor. Também através de outro exemplo bíblico, o livro mostra um homem que se utilizou da truculência para resolver uma situação que tinha tudo para ser equacionada pelo diálogo. Trata-se de Caim, o assassino de Abel. Na narrativa bíblica consta apenas um convite de Caim a Abel para irem, juntos, ao campo. Lá, ele matou o irmão sem dar nenhuma chance ao diálogo. Foi a típica atitude de quem, não tendo disposição para se utilizar da fala, preferiu dar “um murro na mesa” para deixar bem claro que o mais forte fisicamente tinha o controle da situação. Será?
                        Esse comportamento também pode ser facilmente observado nos dias de hoje. No casamento, então, nem se fala. Quantos lares desfeitos, destruídos pela fuga, pela covardia, pela indisposição de falar, de dialogar, de enfrentar, da parte do homem, situações de conflito. Pelo exemplo de Adão, nessas ocasiões, só resta, ao universo masculino, duas soluções: ou se cala, se omite e vai embora, consumando a separação, ou dá um murro na mesa e vence a situação pela truculência, pela violência, pela lei do mais forte. E vence? Será vitorioso um homem que só sabe resolver suas questões pela violência, pela força? Essa, lamentavelmente, é a herança que o primeiro homem nos deixou. Como antídoto, temos a herança que o segundo homem nos legou, Jesus. Este sim, o Adão perfeito. Que tal conhecê-lo, para passar a praticar o silêncio que edifica e a fala que constrói?     

BELO


Na hora
em que a cidade
inicia seu recolhimento

- nessa época de noites
resfriando ares –

esqueço as lições de casa
os tormentos
e as tormentas

quedo em silêncio
e da janela assisto
a beleza em sua natureza.

(Pedro Du Bois, inédito)

quinta-feira, 2 de abril de 2015

Bisteca e Bochechinha em 100% alegria no TAM




Os palhaços Bisteca e Bochechinha são atração deste domingo, 05 de abril, às 17h no Teatro Alberto Maranhão. A dupla apresenta o espetáculo “100% alegria” usando música, dança, arte circense e humor, com uma linguagem saudável onde despertam a criatividade das crianças. Ainda contam com participações especiais como o boneco Floquinho e o palhaço Peteca. O espetáculo é direcionado ao público infantil, agradando também aos adultos em um show para todas as idades.

A dupla Bisteca e Bochechinha surgiu no ano de 2003 com uma proposta inovadora, oferecer ao público infantil um espetáculo que preservasse a magia do circo reunindo brincadeiras, teatro de bonecos, mágica e muito bom humor, tudo isso num show saudável, dinâmico e interativo; adaptado ao entendimento dos pequeninos e agradando também adultos.

Os ingressos estão a venda na loja Bem-Me-Quer, localizada na Av. Amintas Barros, 3131 em Lagoa Nova.

Mais informações: (84) 3234-4075

Por Lissa Solano

Prefeito de Extremoz, Klauss Rêgo, repudia construção de presídio e CEDUC no município de Ceará-Mirim


A preocupação é compartilhada por oito prefeitos 
da região, inclusive o do município escolhido 
para ser o anfitrião do projeto do governador 
Robinson Faria


Em entrevista ao jornalista Salatiel de Souza, no programa Balanço Geral, da TV Tropical, no início da tarde desta quarta-feira, 1º de abril, o prefeito de Extremoz, Klauss Rêgo, repudiou com veemência a possibilidade de construção de uma penitenciária e de um CEDUC (Centro Educacional de Menores Infratores) na cidade de Ceará-Mirim. A preocupação de Klauss é compartilhada por oito prefeitos da região, inclusive o do município escolhido para ser o anfitrião do projeto do governador Robinson Faria.

“Já fomos penalizados durante muito tempo com a permanência da penitenciária João Chaves nas proximidades de municípios com inegável vocação turística. E agora, que temos um aeroporto internacional em São Gonçalo e infraestrutura para dinamizar nossa vocação turística querem nos impingir isso. Penitenciária de novo?” Perguntou Klauss Rêgo.

O prefeito também informou que na segunda-feira, 06, oito prefeitos da região irão entregar nota de repúdio a construção da penitenciária em Ceará-Mirim ao presidente da Assembleia Legislativa. “Não precisamos de penitenciaria numa região turística. Precisamos, sim, de um centro de convenções, de estradas e de mais recursos para urbanização e modernização dos nossos destinos para dar emprego ao nosso povo”, enfatizou o prefeito.

Lagoa de Extremoz

O prefeito também falou sobre a distribuição da água da Lagoa de Extremoz. “Setenta por cento da Zona Norte de Natal e o município de Ceará-Mirim são abastecidos pela Lagoa de Extremoz. Água, que por sinal, precisa de tratamento da CAERN”, revelou o prefeito Klauss. “Já o município de Extremoz é abastecido por meio de poços”, completou.

Com relação à drenagem e saneamento da Redinha Nova o prefeito disse que estava sendo feito um estudo geral daquela praia. “É preciso fazer a drenagem e também a pavimentação. Estamos buscando recursos para isso”, disse. “Quando chove fica tudo alagado, mas existem muitas construções irregulares, até em ruas. Estamos abrindo bueiros e fazendo toda a topografia do lugar”, informou.

Com relação à buraqueira existente na Avenida Litorânea o prefeito informou que se tratava de uma RN, portanto sob a responsabilidade do Governo do Estado. “A CAERN prometeu sanear toda a área e isto ainda não aconteceu totalmente, deixando a estrada esburacada. Uma pena, porque por ela passam muitos turistas”, lamentou.

Concursados

Sobre o chamamento das pessoas aprovadas em concursos públicos da Prefeitura de Extremoz, Klauss disse que todas as que foram aprovadas foram chamadas.

O prefeito falou ainda sobre o pleno funcionamento das creches de Extremoz e da reforma de todas as escolas municipais que estão recebendo ar-condicionado em todas as salas e diretorias. (LS).

Foto: Tribuna do Norte