sábado, 14 de fevereiro de 2015

INFINITO


Penso o infinito
e bato a face
contra a porta. Distâncias
castigam por me saber perto.

          Portas invadem domínios
          cortados em salas e quartos.

O infinito dispensa o fato
de não acontecer ao acaso.

(Pedro Du Bois, inédito)

Um comentário:

  1. Mais uma vez, grato pela divulgação. Abraços e bom carnaval. Pedro.

    ResponderExcluir